‘Kung Fu Panda 2’ Explora Redenção e Taoismo

0
280

kung-fu-panda
“Kung Fu Panda 2,” estrelando sua estrela excêntrica, mas hilária Po, é mais do que somente uma animação cheia de ação, uma indução ao riso. O novo filme ensina também sobre a redenção e perdão, com um misto de taoismo chinês.
A estrela panda Po (Jack Black) e os Cinco Furiosos, desta vez, estão em uma missão
para derrotar um pavão caudilho (Gary Oldman) tentando destruir o kung fu. O Senhor Shen o pavão pode também conhecer o segredo para a história da família de Po e o destino dos pais biológicos.
A animação 3-D, dirigido por Jennifer Yuh Nelson, encontra-se minsturando o misticismo Oriental (embora não pregado) e a mensagem de redenção. A sequência explora a idéia de abandonar os pecados e mágoas do passado e encontrar o perdão.
Durante a viagem, os telespectadores testemunham o amor de tocar o coração entre Po e seu pai adotivo. Po aprende a deixar a dor do passado e então é capaz de reconhecer o amor do Sr. Ping.
O símbolo yin-yang aparece com frequência ao longo do filme. O corpo preto e branco
de Po revela o fato de que ele não é apenas o Grande Pavão Guerreiro, mas também o
símbolo de “paz interior,” tornando-se um com “o fluxo do universo,” como aponta o mestre Shifu. O perito em filme cristão Dr. Ted Baehr comenta que as referências de tradição do cinema oriental devem ser explicadas como elas são. Ele sugere que é importante explicar que Cristo e o Evangelho é o caminho verdadeiro para encontrar a paz interior como o filme tenta muitas vezes passar através de Po. O “Kung Fu Panda 2” estreou nos cinemas em 26 de maio.

ChristianPost / Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui